Novidades
Biblioteca
Mensagens
Fórum
Membros
"O preço das matérias-primas recicladas, muitas vezes, têm um preço que inviabiliza economicamente o produto final"

12 set 2022 Notícias

"O preço das matérias-primas recicladas, muitas vezes, têm um preço que inviabiliza economicamente o produto final"

"O preço das matérias-primas recicladas, muitas vezes, têm um preço que inviabiliza economicamente o produto final"

"O preço das matérias-primas recicladas, muitas vezes, têm um preço que inviabiliza economicamente o produto final"

Em entrevista à Fibrenamics, Cláudia Costa, R&D Manager na Surforma, expressa a sua opinião sobre temas como a biodegradabilidade dos produtos e circularidade dos resíduos nas empresas.

De que forma a Surforma consegue assegurar o correto desempenho dos seus produtos, sem colocar em causa a sua reciclagem e/ou biodegradabilidade?

A Surforma não tem produtos biodegradáveis. A “reciclagem” dos HPL é tipicamente feita por incineração pelo que o desempenho dos produtos não é afetado pelo método de reciclagem. No entanto, a Surforma tem vários projetos em curso na área da reutilização e reciclagem, nomeadamente a reutilização do seu próprio desperdício produtivo; uso de produtos oriundos de desperdícios de outras industrias ou uso de produtos reciclados, como pneu triturado ou plástico reciclado; ou ainda uso de matérias que permitem uma reutilização dos materiais produzidos em fim de vida que não implique a incineração.

surforma-edificio

Figura 1 - Edifício da Surforma.

Considera que a utilização de materiais de base natural dificulta a longevidade da vida útil do produto? Para além disso, acredita que a utilização desse tipo de materiais poderá também dificultar a reciclagem do mesmo?

Em materiais para a área da construção, claramente a longevidade dos mesmos é uma questão muito relevante. No entanto acredito que existam materiais de base natural que consigam cumprir esse requisito. Como exemplo imediato, na produção de HPL, a matéria prima base é o papel: produto de base natural e a longevidade está comprovada e é mais do que suficiente para os requisitos exigidos nesta área. Não penso que o uso de produtos de base natural dificultem a reciclagem dos produtos que o incorporam, a mistura desses materiais com outros naturais ou não é que poderão dificultar a reciclagem, mas da mesma forma, a mistura de dois produtos sintéticos também dificulta a reciclagem, pelo que acredito que não será uma limitação.

Pela sua sensibilidade, quais as principais barreiras existentes e que, na sua ótica, podem impedir ou limitar a adoção de medidas mais sustentáveis, por parte das empresas?

As mudanças processuais que podem estar inerentes e consequentes investimentos. Conseguir manter as mesmas características do produto usando matérias-primas alternativas mais sustentáveis, mantendo-o competitivo economicamente. O preço das matérias-primas recicladas, muitas vezes têm um preço que inviabiliza economicamente o produto final.

silk-colecao-surformaFigura 2 - SILK, uma das coleções disponibilizada pela Surforma.

Na sua perspetiva, como é que as Universidades e os centros de investigação podem contribuir para o desenvolvimento de propostas com base em materiais capazes de assegurar o desempenho suposto para um dado produto, sem comprometer o meio ambiente?

Colaborações estreitas com as empresas primeiro para entender quais são os requisitos, as necessidades, as características que um determinado produto deve ter para um determinado mercado e depois estudar alternativas mais viáveis ecologicamente na perspetiva de substituir materiais mas mantendo propriedades e acima de tudo, mantendo ou melhorando a viabilidade económica do produto final, porque infelizmente, mesmo nos tempos que correm, um dos fatores mais importantes e que tem maior relevância na altura da decisão de substituição do produto ou não, é o preço.

 

Gostou deste artigo? Faça parte da comunidade Fibrenamics, registando-se aqui

Artigos Relacionados

Projeto da Fibrenamics, Electrosocks, abordado na Antena 1

02 nov 2021 Clipping

Projeto da Fibrenamics, Electrosocks, abordado na Antena 1

O projeto Electrosocks, desenvolvido em parceria entre a Barcelcom e a Fibrenamics - Universidade do Minho, esteve em destaque no 90 Segundos de Ciência da Antena 1.

Ler mais
INCOMEF - Engineering e Fibrenamics desenvolvem plataforma para monitorização de cargas

26 jul 2021 Notícias

INCOMEF - Engineering e Fibrenamics desenvolvem plataforma para monitorização de cargas

A INCOMEF - Engineering e a Fibrenamics, interface da Universidade do Minho, desenvolveram uma plataforma para monitorização de cargas, capaz de ser integrada na indústria 4.0

Ler mais

Cookies

A Fibrenamics utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação e para fins estatísticos. A continuação da utilização deste website e serviços pressupõe a aceitação da utilização de cookies. Política de cookies.