Novidades
Biblioteca
"O nosso envolvimento com centros de investigação é sem duvida um factor-chave para o nosso sucesso" - Simoldes

07 dez 2022Notícias

"O nosso envolvimento com centros de investigação é sem duvida um factor-chave para o nosso sucesso" - Simoldes

"O nosso envolvimento com centros de investigação é sem duvida um factor-chave para o nosso sucesso" - Simoldes

"O nosso envolvimento com centros de investigação é sem duvida um factor-chave para o nosso sucesso" - Simoldes

Em entrevista à Fibrenamics, Carla Silva, Project Manager no Departamento de I&D na Simoldes, destaca os fatores que permitiram à Simoldes diferenciar-se da concorrência e cumprir com os requisitos exigentes da indústria automóvel.

Sabendo que a indústria automóvel é uma das indústrias mais competitivas, que estratégia é que a Simoldes adotou para se diferenciar da concorrência?

Para nos diferenciarmos da concorrência, e partindo da vasta experiência e know-how que possuímos, adoptámos a estratégia de: a) otimizar processos, investir em novos materiais, implementar a política de stocks just-in-time (JIT), otimizar custos, otimizar e flexibilizar recursos humanos e investir na qualidade e melhoria de desempenho; b) inovar e desenvolver novos produtos, processos e tecnologias, dentro de riscos controlados; c) investir na capacitação dos recursos humanos e exponenciar a sua multidisciplinaridade; d) prospeção de novas áreas de negócio para além do setor automóvel, e) satisfação do cliente, pelo cumprimento dos requisitos técnicos, funcionais e legislativos e ainda f) no envolvimento e cooperação com centros tecnológicos e universidades, nomeadamente a Fibrenamics e a Universidade do Minho, por forma a criar sinergias e valor acrescentado para ambas as partes.

Em suma, é agregando conhecimento, produtos diferenciados de elevado valor acrescentado, novas competências e parcerias que a Simoldes se diferencia da concorrência. Para além disso, as questões ambientais assumem um papel preponderante no seio da nossa empresa, uma vez que estamos, constantemente, empenhados em diminuir o impacto negativo dos nossos produtos e processos no meio ambiente.

Poderá o envolvimento da Simoldes com centros de investigação, ser encarado como um fator-chave para o seu sucesso empresarial?

O nosso envolvimento com centros de investigação é sem duvida um factor-chave para o nosso sucesso. Se, por um lado, a Simoldes tem a prática, a gestão de timings, equipamentos, processos e recursos humanos qualificados, por outro lado, os centros tecnológicos apresentam competências diferentes, uma visão mais global do que existe em termos de tecnologia, conhecimento científico, desenvolvimentos no sentido mais lato, com acesso a estudos e informação cientifica privilegiada. A combinação de ambos os perfis industriais e tecnológicos, tão diferentes e complementares, faz com que a parceria se converta numa equipa multidisciplinar coesa e com benefícios de valor acrescentado para ambas as partes.

Simoldes Plásticos PortugalFigura 1 - Edifício da Simoldes Plásticos em Portugal.

Retomando o ponto da indústria automóvel, e tendo em conta a forte pressão existente para que este setor seja um dos principais a atingir a Neutralidade Carbónica até 2050, que contributo a Simoldes poderá dar para se atingir esse objetivo?

Com o crescente aumento da aquisição e uso de veículos elétricos, e sendo a Simoldes um fornecedor Tier1 deste tipo de indústria, podemos contribuir de forma direta para atingir os objetivos para a Neutralidade Carbónica até 2050 pela: a) fabricação de componentes de matriz termoplástica de baixo peso; b) integração de materiais com baixa pegada carbónica, como é o caso dos materiais verdes (materiais e reforços de base bio, reciclados, recuperados); c) baixa densidade e, pela d) adopção e otimização de processos que privilegiem a economia circular e aumentem a eficiência energética dos processos e da cadeia de abastecimento.

Serão os materiais compósitos parte da solução para se alcançar a neutralidade carbónica, na indústria automóvel?

A pegada carbónica é dada pela quantidade total de emissões de gases de efeito estufa que vêm da produção, uso e fim de vida de um produto ou serviço, que retêm o calor na atmosfera e causam o aquecimento global. Materiais compósitos de matriz termoplástica têm como vantagem uma menor densidade, quando comparado com os metais, o que permite produzir peças mais leves, o que resulta em veículos de menor peso e, consequentemente, numa maior rentabilidade do combustível e na redução das emissões de CO2.

Se analisarmos a evolução dos últimos anos nesta industria, vemos que a tendência tem sido substituir os metais por matrizes de base polimérica, com ou sem reforço, à base de materiais sustentáveis ​​e ecológicos. Um exemplo claro de peças funcionais de base polimérica, é o projeto que a Simoldes está a desenvolver com a Fibrenamics, o LH4Auto- Lighting and heating system for the Automotive industry. Este projeto, para além de ter como objectivo principal o desenvolvimento de um produto compósito termoplástico funcional com capacidade para emitir luz e aquecer, ambiciona também a sua reciclabilidade, no final da vida útil do produto. 

 

Gostou deste artigo? Faça parte da comunidade Fibrenamics, registando-se gratuitamente aqui

Artigos Relacionados

Inês Costa: “Durante anos, o ónus foi colocado no cidadão, mas a questão está nos agentes que operam no sistema”

30 mar 2022Notícias

Inês Costa: “Durante anos, o ónus foi colocado no cidadão, mas a questão está nos agentes que operam no sistema”

Numa reflexão sobre o desenvolvimento da economia e da sociedade, surge com urgência a necessidade de haver mudanças reais no seio tanto do sistema económico como social. Se, no passado, os recursos naturais eram extraídos com o objetivo de suprir necessidades básicas do ser humano, atualmente, verifica-se que a extração desses recursos visa, essencialmente, o crescimento de riqueza social.

Ler mais
Fibrenamics da UMinho reúne especialistas mundiais em Workshop digital sobre Materiais Sustentáveis

29 mai 2020Notícias

Fibrenamics da UMinho reúne especialistas mundiais em Workshop digital sobre Materiais Sustentáveis

"Shaping the Future with Sustainable Materials — Opportunities after the Pandemic” é o tema da 2ª edição do Workshop Internacional promovido pela Fibrenamics

Ler mais

Cookies

A Fibrenamics utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação e para fins estatísticos. A continuação da utilização deste website e serviços pressupõe a aceitação da utilização de cookies. Política de cookies.